Novidades

Por: comKids (Redator)

O Fórum Brasil de Televisão 2014, realizado em São Paulo, divulgou oportunidades de mercado para produtores independentes de conteúdo audiovisual.

A TV Brasil prevê mais quatro editais de convocação ao mercado em 2015. Segundo Rogério Brandão, diretor de programação da TV, 23% do conteúdo exibido na grade de programação em 2013 foi de produção independente nacional e a meta é aumentar ainda mais essa participação, para primar por pluralidade nos temas abordados e na estética.

984102_10152436586718818_2281806042941820513_n

Na programação infantil, a penetração das produções independentes é ainda maior, atinge 90 por cento dos produtos, a exemplo das séries de animação Meu Amigãozão (produtora 2DLab), Nilba e os Desastronautas (44 Toons) e Historietas Assombradas para Crianças Malcriadas (Glaz Entretenimento).

As coproduções também têm forte peso na programação. Em 2013 foram investidos R$ 15,5 milhões de reais em coproduções e, para 2014, a estimativa é de R$ 18 milhões em investimentos previstos.

Na sessão Encontro com a TV Brasil, Rogério Brandão apresentou ainda as duas formas de prospecção de projetos no canal, por pitching – que atende à convocação de temas definidos pela TV – e por banco de projetos – para programas especiais, com demanda por séries documentais, séries de animação e ficção, com dramaturgia voltada à história do Brasil.

Para este ano, a inscrição via Banco de Projetos da EBC está encerrada. Já foram selecionados nove projetos, com foco temático infantil, adolescente, história e cidadania. “Dos nove projetos selecionais, cinco são infantis”, destacou Rogério Brandão.

A seleção de 2015 será reaberta em julho e o resultado será divulgado em abril do ano que vem.

Também a programadora CineBrasil TV, canal dedicado à produção audiovisual independente nacional, anunciou seus editais durante o Fórum Brasil de Televisão. São convocações de editais para o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), com três linhas de séries voltadas para produtores de todo o Brasil.