Novidades

Por: comKids (Redator)

O Goethe-Institut convida produtores e emissoras do mundo todo para participarem do Science Film Festival 2016. O Festival, que acontece em diversos países da Ásia, Indonésia e no norte da África, dedica-se especialmente a conteúdos que tratam de ciência e tecnologia. A área educativa do Festival é bastante ativa, e crianças de vários lugares assistem aos conteúdos desse evento.

science film fest 2015-2

Inauguração do Science Film Festival 2015 nas Filipinas. Foto: Goethe-Institut / Jenice Santos.

Em 2016 o tema do evento será a ciência dos materiais, mas produções de outros campos são bem-vindas. O prazo para inscrição no Festival é dia 18 de março de 2016.
Uma novidade da edição 2016 é que agora serão admitidos conteúdos educacionais interativos e digitais. A inscrição pode ser feita on-line. Visite o site do Science Film.

Edição 2015

Em 2015, o Science Film Festival teve mais de 75 mil espectadores e a equipe comKids (Beth Carmona, Vanessa Fort, Daniel Leite e Paula Tedrus) teve uma participação como júri internacional da competição.

Entre os 16 países participantes do Science Film Festival 2015, figuraram Burkina Faso, Camboja, Indonésia, Jordânia, Laos, Malásia, Myanma, Omã, Palestina, Filipinas, Qatar, Rússia, Sudão, Tailândia, Emirados Árabes e Vietnã.

O espetacular documentário Life Force 2: Borneo  foi o ganhador do Prêmio de efeitos visuais e cinematografia do Science Film Festival 2015. Dirigido por Satoshi Okabe e produzido pela NHK, Natural History New Zealand Limited e CCTV9 associada a ARTE for Science Channel (Japão e Nova Zelândia). O filme nos leva a esse refúgio único da natureza, contando com câmeras que atingem com uma precisão impressionante os diferentes aspectos dos animais daquele lugar.

O conteúdo que ganhou a categoria Education Award foi  The Show with the Mouse: Glass Engraving, da Westdeustcher Rundfunk (Alemanha). Essa curta explora a técnica de gravação à laser, e o narrador e apresentador da série explica, de uma forma acessível à faixa etária pretendida, os princípios de funcionamento da prática.

O ganhador da categoria Ecofilm Prize é austríaco, Killer Whales – Fins of Change. Dirigido por Ben Wallis e produzido por Terra Mater Factual Studios em coprodução com WNET/Thirteen e NDR Naturfilm/Doclights; uma  produção Brian Leith. O filme é realizado com uma cinematografia fora de série e traz elementos de pesquisa que explicam porque alguns predadores da região do ártico estão comportando-se de maneira diferente a partir do avanço das mudanças climáticas.

Confira a lista completa de ganhadores do Science Film Festival 2015.

Imagem do destaque: Annedroids, criado por J. J. Johnson, Amazon Studios. Vencedor do IPST Education Award do Science Film Festival 2015.