Novidades

Por: Filipe Jahn (Redator)

Após completar 50 anos em 2013, a Mônica de Maurício de Sousa parte para mais uma aventura com a turma do bairro do Limoeiro, mas dessa vez sem o pai. Fruto do projeto Graphic MSP, em maio será lançada a graphic novel “Turma da Mônica: Laços”, trabalho assinado pelos irmãos quadrinistas, Vitor e Lu Cafaggi e sob coordenação editorial de Sidney Gusman.

Laços 5

O embrião do projeto surgiu ainda em 2009, nas comemorações do cinquentenário da carreira de Maurício de Sousa, quando foi lançado o livro “MSP 50”, em que 50 artistas recriaram personagens do homenageado a partir de seus próprios estilos. “Como ficou claro que os personagens permitiam voos ainda mais ousados, surgiu o projeto Graphic MSP”, explica Sidney. Em 2012 era lançado o primeiro álbum, “Astronauta – Magnetar”, de Danilo Beyruth.

O formato de graphic novel que ficou conhecido pelos trabalhos de Will Eisner, tem como diferencial histórias mais longas e geralmente produzidas para um público mais maduro. Para a Maurício de Sousa Produções, a nova frente de negócio é a oportunidade de resgatar aquele leitor que estava distante.

Vitor Cafaggi que participou do “MSP 50” com uma releitura do caipira Chico Bento, foi escolhido para trabalhar em parceria com a irmã no segundo volume de graphic novel com os personagens da Turma da Mônica. Os quadrinistas contam que tiveram total liberdade criativa, o único pedido é elaborassem cenas em flashback da turminha ainda bebê.

Da soma entre trabalho artístico e editorial “Turma da Mônica: Laços” levou por volta de um ano e meio. Sidney Gusman, idealizador do projeto, conta que desde o começo teve o incentivo do próprio Maurício, e que o roteiro sempre parte dos artistas convidados, embora seja o responsável por verificar se a essência dos personagens está sendo mantida.

preview-laços-7(parte do trabalho)

No trabalho a quatro mãos, o roteiro foi criado pela dupla e a arte a princípio se daria com a Lu desenhando apenas os flashbacks já que tem o traço ainda mais delicado que o irmão. “Acabou que tem dedo dos dois em todas as páginas do álbum. Meu irmão fez as cores em todas as páginas, inclusive nas cenas do flashback, e eu fiz sombras, manchas, texturas e alguns contornos em tudo”, conta Lu.

Fãs dos gibis da Mônica desde a infância, os irmãos encontraram algumas dificuldades no caminho. Para Vitor, o impasse foi aprender a dividir seu tempo com outros projetos, enquanto Lu se deparou com a responsabilidade de trabalhar com figuras de destaque na obra de Maurício.

Depois da aventura com o Astronauta, que ainda em 2013 deve chegar na Europa, e do lançamento de “Turma da Mônica: Laços”, o projeto conta com novidades. Estão previstas uma história de humor, com o caipira Chico Bento na releitura de Gustavo Duarte e uma aventura de volta ao tempo das cavernas com o Piteco reinterpretado pelo quadrinista Shiko.