Novidades

Por: comKids (Redator)

A TV Escola estréia no próximo dia 23 de Abril série voltada a crianças em idade de alfabetização.

Untitled6

“Chico na Ilha dos Jurubebas” tem  de 13 episódios com 13 minutos cada. A série tem um formato híbrido na qual a narrativa é apresentada através de dois gêneros: live action e animação. A parte de ficção gravada em estúdio representa o mundo real de Chico. A animação, seu universo de fantasias. Cada episódio traz ainda duas músicas originais com o tema que está sendo tratado, cantadas pelo Coral dos Jurubebas. Untitled2

A  Historia

Na vizinhança do subúrbio de uma grande cidade brasileira, funciona uma estamparia de placas, cartazes e camisetas. É a estamparia “Emplaca”. Seu dono é Manu, um ex-marinheiro louco por pão com linguiça que mantém uma relação de amor e ódio com o seu papagaio, o tagarela Ocride. Essa poderia ser mais uma entre inúmeras estamparias que há pelo Brasil, mas duas coisas a tornam  especial: a criatividade de Manu para escrever mensagens em suas faixas, placas e cartazes, e Chico, um garoto de seis anos que passa as tardes com o avô.

Para Chico, Vô Manu, o velho marinheiro cheio de histórias, é um verdadeiro aventureiro, o navegador dos sete mares que enfrentou piratas e monstros. O menino, ainda em processo de alfabetização, viaja todos os dias na companhia de Ocride pelo portal construído por Manu. Juntos, vivem aventuras fantásticas em um mundo imaginário: a Ilha dos  Jurubebas.

Lá, existe um vulcão que cospe letras e os seus habitantes são seres formados por misturas de animais que se alimentam de frutas formadas pela junção de umas com as outras, como a “mangalarancia” (manga+laranja+melancia). Esta civilização, os Jurubebas, é ágrafa, mas está longe de ser ignorante ou atrasada. É um lugar magnífico e, claro, cheio de aventuras a serem vividas. Apesar de ser uma civilização ágrafa, há um sábio que sabe ler e escrever e, mais curioso do que isso, vestígios de que os antepassados dos Jurubebas já tenham dominado a escrita. São elementos que surgem aqui e ali, como placas e cartazes, que a princípio não despertam o interesse dos atuais Jurubebas, mas aguçam a imaginação de Chico. Alguns desses vestígios podem, até mesmo, ajudar nosso herói a viver suas aventuras.

Tudo seria perfeito se na ilha não houvesse um monstro perverso, um ser que não é um Jurubeba, mas que quer ficar com toda a ilha só para ele. Uma mistura de ser malvado e garoto mimado, o monstro Ozo. Para impedir que Ozo alcance seu objetivo, Chico, Ocride e Anabela viverão diversas aventuras e aprenderão importantes lições para suas vidas.

Narrativa transmídia

Untitled3Além de acompanhar a série pela TV, as crianças vão poder interagir com os personagens da Ilha por meio de jogos online. A narrativa da série se desdobra para a Internet. As crianças serão desafiadas a embarcar na aventura para ajudar Chico e seus amigos a se livrarem do sempre mal-intencionado monstro Ozo.

Serão 13 jogos com desafios de língua portuguesa que propõem situações-problema vinculadas à narrativa da série. Além dos jogos, por meio do site as crianças poderão baixar as músicas do Coral dos Jurubebas e assistir a todos os episódios na íntegra. Todo o conteúdo da plataforma estará livre para download.

Material para os professores

Cada episódio da série ganha, também, uma Ficha Pedagógica, material destinado aos professores e elaborado por especialistas em educação, com sugestões de atividades que podem ser feitas em sala de aula a partir do conteúdo da série.

Serviço

A série é produzida pela Cara de Cão Filmes e tem direção geral de Bebeto Abrantes. Uma realização da Associação de Comunicação Educativa Roquette-Pinto (ACERP) e da TV Escola, o canal do Ministério da Educação.

O episódio de estreia vai ao ar na TV Escola no dia 23 de abril, às 9h45.